Correntes de Palavras

Um site dedicado à escrita criativa, às artes literárias e a todas as formas de expressão do pensamento escrito.
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

  Como Estabelecer o Ponto de Vista

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Isabel
Admin
avatar

Mensagens : 103
Data de inscrição : 09/01/2010
Localização : Faro

MensagemAssunto: Como Estabelecer o Ponto de Vista   Seg Jun 28, 2010 4:39 pm

Citação :
Este é um tópico muito importante para quem escreve romances ou textos que exigem a definição de um ponto de referência através do qual a "cena" que está sendo narrada irá ser filtrada. Ponto de vista, mais conhecido como POV (Point of View), quando não usado corretamente pode deixar o leitor confuso e tornar a leitura cansativa. Isto ocorre quando o POV é trocado de um personagem para outro, sem que a troca fique bastante clara para o leitor. Escritores experientes conseguem fazer esta mudança de POV usando alguns recursos como pular uma linha ou apenas inserindo algumas dicas no próprio texto, fazendo com que o leitor realize a transição sem maiores problemas. Já escritores que ainda não dominam completamente esta técnica, devem utilizar recursos mais claros, como o encerramento de um capítulo e início do próximo em outro POV. Eu, particularmente, procuro me manter o máximo possível dentro do POV que iniciou o capítulo. é mais simples para gerenciar e fica mais fácil escrever a cena.

Alguns escritores utilizam o ponto de vista neutro, ou seja, a cena se passa como se estivesse sendo filmada por uma câmera. Este recurso é raro nos livros de hoje, mas ainda é utilizado em livros infanto-juvenis, como Harry Potter. De qualquer forma, o ponto de vista neutro é difícil de ser usado e somente o deve ser por aqueles que dominam a técnica.

Neste trecho de Teia Negra, faço a troca do POV utilizando o recurso de pular uma linha:

Kremer estava no aeroporto Internacional do Rio de Janeiro por quatro horas consecutivas e já havia consumido quase um maço inteiro de cigarros. O painel mostrava que o vôo do americano ainda atrasaria meia hora. Ele lera o relatório sobre o caso Wong três vezes. Uma coisa o intrigava: a Greenwood estava licenciada para explorar petróleo em uma das áreas disponibilizadas pelo governo brasileiro, porém, o contrato que deveria ter sido assinado há dois meses, aparentemente, ainda estava em aberto. As outras três empresas que receberam áreas de exploração já iniciavam os trabalhos de pesquisa. A única pista que pôde ser levantada foi a existência de algum entrave burocrático que estava impedindo a assinatura. Ao contrário do que geralmente ocorre neste tipo de negociação, a exigência era da Greenwood e não do governo. Que tipo de exigência a Greenwood poderia estar fazendo? Segundo o relatório, a ANP - Agência Nacional de Petróleo - órgão criado pelo governo para regulamentar e fiscalizar o setor, não tinha nenhuma informação sobre o assunto ou, simplesmente, não queria dar maiores esclarecimentos.

Quando finalmente chegou sua vez, depois de quase vinte minutos de espera, Michael foi fotografado e deixou suas digitais no formulário preenchido com seus dados pessoais. O procedimento foi adotado pelas autoridades brasileiras, depois que os Estados Unidos começaram a fazer o registro de todos os estrangeiros que entravam em seu território. Como existe um acordo de reciprocidade, os brasileiros decidiram dar o troco. Agora, todos os americanos eram fichados da mesma forma.

Assim que passou pela porta que separa a área de desembarque do saguão do aeroporto, Michael deparou-se com dezenas de pessoas segurando cartazes, com os mais variados nomes. No meio deles estava o seu.

No primeiro bloco, Kremer detém o POV, já no segundo é Michael quem filtra a cena. Eu queria mostrar o ponto de vista de Kremer aguardando a chegada de Michael no aeroporto e depois o de Michael desembarcando. Neste caso, decidi trocar o POV dentro do mesmo capítulo.

Algumas regras básicas devem ser observadas para que o POV seja mantido:

* O personagem que detém o POV não pode "ler" os pensamentos dos outros (exceto, é claro, se ler pensamentos seja uma característica do personagem);

* De onde está posicionado, o personagem não consegue enxergar o que acontece através das paredes ou em um local distante (exceto se o personagem for o Super-Homem);

* O personagem com o POV pode apenas supor o que os outros estão sentindo, seja com base na sua expressão corporal ou no histórico conhecido pelo personagem.

Veja como fica uma cena com o POV "quebrado":

René estava exausto após aquela fuga. Ele parou apenas alguns minutos para descansar e foi aí que seu perseguidor o encontrou. Seu coração disparou e ele imaginou a morte chegando para levá-lo. O carrasco olhava para ele com ar furioso e pensava: "vou matá-lo agora mesmo!". Ele olhou para sua vítima que estava espremida contra a parede e bradou sua espada. A lâmina, afiada como uma navalha, passou rente ao braço de René. Ele esquivou-se e conseguiu escapar mais uma vez, porém sabia que aquela poderia ser sua última chance.

Repare que o POV muda de René para o Carrasco e volta para René no meio da cena. Se você ler com calma e prestar atenção, irá conseguir identificar a mudança de POV e entender perfeitamente o que se passou entre René e o Carrasco. Mas veja o texto apenas do ponto de vista de René e tire suas conclusões:

René estava exausto após aquela fuga. Ele parou apenas alguns minutos para descansar e foi aí que seu perseguidor o encontrou. Seu coração disparou e ele imaginou a morte chegando para levá-lo. O carrasco olhava para ele com ar furioso. Sua expressão indicava que iria matá-lo ali mesmo. René estava espremido contra a parede, uma vítima perfeita. O carrasco bradou sua espada. A lâmina, afiada como uma navalha, passou rente ao braço de René. Ele esquivou-se e conseguiu escapar mais uma vez, porém sabia que aquela poderia ser sua última chance.

Agora do POV do Carrasco:

O carrasco perseguia sua vítima sem compaixão. Ele sabia que René estava exausto e que a qualquer momento iria parar para descansar. E foi assim que ele o encontrou. O carrasco podia sentir a morte chegando para levar René de uma vez por todas. Ele estava furioso e disse para si mesmo: "vou matá-lo agora!". A vítima estava espremida contra a parede. O carrasco bradou sua espada. A lâmina, afiada como uma navalha, passou rente ao braço de René. Sua presa esquivou-se e conseguiu escapar mais uma vez, então o carrasco jurou que aquela teria sido a última vez.

Quando estamos narrando uma história através do ponto de vista de um personagem, é muito mais interessante demonstrar os sentimentos deste personagem através de ações ativas. Veja estes dois exemplos:

Ele sentiu um calafrio ao passar pela porta enferrujada e suja.

Ao passar pela porta enferrujada e suja, um calafrio sacudiu seu corpo.

No primeiro trecho, o personagem apenas "sente" um calafrio. Já no segundo, o calafrio "sacode" o corpo do personagem. Qual dos dois você acha que trás uma experiência mais intensa para o leitor? Usar ações ativas torna a leitura muito mais interessante e isso é possível, principalmente, para O persogem que detém o POV.

Em uma cena, através de qual personagem o leitor quer enxergar? Será melhor mostrar a cena através dos olhos do personagem central? Pode ser que sim, mas se você mostrar uma cena através de um personagem secundário, poderá descrever melhor as reações do personagem principal. Quem está no centro da ação pode estar limitado a mostrar apenas seus próprios sentimentos e se estiver muito ocupado com o que está ocorrendo, não terá nem tempo de comentar sobre quem mais está na cena. Por outro lado, um personagem que estiver atuando como coadjuvante poderá reagir e demonstrar a cena com muito mais riqueza de detalhes.

Veja como fica uma cena com o POV a partir do personagem central:

- Você está atrasado, - disse Carlos, tentando não demonstrar a raiva que estava sentindo.

- Desculpe, tive problemas para chegar até aqui, - disse Luis, acompanhando os passos rápidos de Carlos.

Aquilo era um absurdo, pensava Carlos, além de ser responsável por manter a segurança daquele lugar, ainda tinha que aturar os atrasos frequentes de Luis. Agora, precisava correr para que tudo ficasse pronto antes da cerimônia. O risco de alguma coisa dar errado aumentava muito quando os procedimentos eram executados em cima da hora.

A mesma cena com o POV à partir do personagem secundário:

- Você está atrasado, - disse Carlos, com o tom de voz controlado, mas fulminando Luis com o olhar.

- Desculpe, tive problemas para chegar até aqui, - disse Luis, acompanhando os passos rápidos de Carlos.

Tudo bem que Luis chegava atrasado em quase todos os eventos, mas sempre conseguia arrumar tudo antes do prazo. Carlos era perfeccionista e se achava dono da verdade. Ele nunca disse diretamente a Luis que odiava quando não chegava na hora marcada, mas a cada dia ficava mais claro que sua situação estava no limite.

Carlos estava suando muito, provavelmente por causa do calor infernal que fazia naquele dia. Luis, por sua vez, já estava acostumado com a correria e a trabalhar em ambientes quentes como aquele caldeirão. Não era cheio de frescuras como Carlos que só estava ali para dar ordens e ficar olhando os outros darem duro.

No primeiro trecho, temos a visão da cena pelos olhos de Carlos e ficamos sabendo que ele está nervoso pelo atraso de Luis. Só que Carlos está preocupado demais em colocar tudo em ordem antes que a cerimônia comece e não dá atenção aos outros detalhes que poderiam enriquecer a cena e tornar a leitura mais interessante. Já no segundo trecho, a visão de Luis é mais completa e mais viva. Ele transmite o que sente ao ver Carlos olhando para ele furiosamente, mas tentando controlar as palavras. E, mais importante, com esta visão o leitor fica sabendo de muito mais detalhes sobre o que Luis está sentindo e sobre como o personagem principal, neste caso Carlos, se comporta do ponto de vista dos outros personagens.

Algumas vezes, usar o ponto de vista à partir de um personagem secundário, pode enriquecer o texto e a percepção do leitor em relação ao personagem principal.

Julio Rocha
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://correntesdepalavras.forumeiros.eu
 
Como Estabelecer o Ponto de Vista
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Hola,soy SOL
» Dúvidas sobre preços de ponto cruz e portes de envio
» Cantinho dos Animais de Évora URGENTE
» Oi....
» Primer - Como utilizar

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Correntes de Palavras :: Caderno :: Melhorar a Criatividade-
Ir para: